Balanço Social e Ambiental

Balanço Social e Ambiental

Artigo Serviços 0

 

Durante muito tempo a Responsabilidade Social e Ambiental esteve à luz da filantropia e da benemerência, por meio da qual as organizações fundamentavam suas ações de caridade para com os grupos mais necessitados da sociedade. No entanto, a publicação da ISO 26000, em 2010, universalizou a linguagem sobre Responsabilidade Social e Ambiental ao redor do mundo e contribuiu para uma abordagem mais ampla.

Ao incorporar considerações socioambientais em suas diretrizes, a Responsabilidade Social e Ambiental passou a exigir, por parte das organizações, o reconhecimento de sua responsabilidade pelos impactos de suas decisões e atividades na sociedade e no meio ambiente.

Sugere uma aliança estratégica entre todos os setores da sociedade na busca pela inclusão social, promoção da cidadania, preservação ambiental e sustentabilidade e materializa-se por meio de políticas, formulação de estratégias e concretização de ações.

Isso implica um comportamento ético e transparente – princípios fundamentais no modo de fazer negócios e de relacionar-se, e que contribua para o desenvolvimento sustentável, esteja em conformidade com as leis aplicáveis, seja consistente com as normas internacionais de comportamento, esteja integrado em toda a organização, praticado em suas relações e leve em conta os interesses das partes interessadas.

Para tanto, deve fundamentar-se na revisão de crenças e valores que embasam as ações sociais de todas as organizações, bem como o desenvolvimento de novos modelos de atuação dos diferentes atores sociais.

Baseado nas recomendações da ISO 26000 e na ABNT, o Conselho Federal de Contabilidade redigiu a Resolução 1.003 de 2004, orientando a elaboração do Balanço Social e Ambiental em todas as organizações a partir de 01 de janeiro de 2006 e criou a Norma Brasileira de Contabilidade T15 (NBCT 15) – um compêndio de recomendações, iniciando no Brasil uma forma de apresentação das ações de responsabilidade social e ambiental.

O Balanço Social e Ambiental estabelece procedimentos para evidenciação de informações de natureza social e ambiental com o objetivo de demonstrar à sociedade a participação e a responsabilidade social das entidades. Trata-se de uma ferramenta de gestão da responsabilidade social e ambiental, por meio do qual oferece transparência às atividades corporativas, de modo a ampliar o diálogo da organização com o público interno, fornecedores, consumidores, clientes, comunidade, meio ambiente, governo e sociedade.

O documentou contém informações sobre o perfil do empreendimento, histórico da empresa, seus princípios e valores, governança corporativa, diálogo com partes interessadas e indicadores de desempenho econômico, social e ambiental.

É também uma ferramenta para a certificação das organizações na medida em que pode ser considerado um atestado de sustentabilidade e, segundo o Decreto 7.746/12, pode garantir prioridade às organizações nas contratações realizadas pela administração pública federal direta, autárquica e fundacional e pelas empresas estatais dependentes.

 

_

Tainá A. Vedovello Bimbati – Engª Ambiental e Mª em Engenharia Civil, gestora de auditoria em Responsabilidade Social e Ambiental (APOIO BRASIL).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.